(Objetivo é controlar condutas condenáveis como bullying, abuso de autoridade" />

Metasix lança Central de Denúncia e Compliance Empresarial

Risco & Recompensa , 13/02/2019

(Objetivo é controlar condutas condenáveis como bullying, abuso de autoridade, assédio sexual e desvio de ativos da empresa)

A Metasix, especializada em tecnologias de atendimento multicanal, está lançando o "Canal de Denúncia, Compliance e Combate a Condutas Abusivas". O sistema é modular e pode ser incorporado na estrutura de comunicação de empresas, escolas, hospitais e órgãos públicos. O objetivo é coibir abusos éticos e reduzir o risco financeiro, jurídico e reputacional para os negócios.

A tecnologia empregada é a mesma da central "omnichannel" da Metasix (a plataforma de atendimento CUBE), que hoje já realiza mais de 50 milhões de atendimentos anuais em prefeituras, universidades, empresas e órgãos públicos. Sua estrutura foi dimensionada no conceito "pocket", resultando em uma central de atendimento simplificada e de fácil ativação com investimentos reduzidos.

A nova solução acompanha o endurecimento do judiciário brasileiro frente a práticas desse tipo. Nos últimos anos, ocorreu no Brasil um aumento de mais de 500% nas reclamações criminais e trabalhistas envolvendo o assédio moral e sexual nas empresas.

Pelos dados do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), este tipo de reclamação saltou de uma média semestral de cerca de 600 ações em 2013 para mais de 4,05 mil ações só no primeiro semestre do ano passado.

O Canal de Denúncia oferece várias formas de garantia de anonimato e confidencialidade. Ele funciona em qualquer tipo de mídia escolhido pela empresa, incluindo o portal corporativo, e-mail ou chat. Um recurso inédito está no recebimento de denúncias através de Telegram, Twitter, WhatsApp ou qualquer outra rede social, sem que a identidade do denunciante necessite ser revelada.

A Metasix oferece opções de interação online ou off-line entre os denunciantes e os comitês de ética, através de barreiras protetoras que garantem o anonimato dos contatos. As interações na central podem ser conduzidas por atendentes humanos ou robôs (bots) devidamente instruídos e construídos para esta aplicação.

Juntamente com os recursos de captação de denúncia, a central "pocket" traz funcionalidades de inteligência para o direcionamento das mensagens, de acordo com as normas definidas pela política de compliance das empresas. Uma ferramentaincluída na solução é um sistema intuitivo de edição de regras totalmente visual (com uma interface semelhante ao de uma ferramenta de montar fluxos). Com esta facilidade, os responsáveis pelo código de conduta podem alimentar o sistema com as normas éticas e negociais que compõem a política de compliance.

Leis mais duras contra o assédio na empresa

De acordo com Cleiton Jorge, Diretor de Operações da Metasix, a demanda por canais desse tipo decorre também de uma legislação mais dura em relação à privacidade e integridade dos indivíduos nas empresas. "Um grande número de empregadores já foi impactado por acusações de abuso praticado por funcionários, desde 2001, quando a Lei 10.244 tipificou o assédio sexual como ato criminoso tanto para a mulher quanto para o homem", assinala Jorge.

Segundo ele, é grande também o número de empresas que responde por acusações de bullying e assédio moral praticadas em seu ambiente, e que são tipificados como crimes de calúnia, ofensa ao decoro e até lesão psicológica. "Com a entrada em vigor da nova Lei de Proteção de Dados (LGDP), uma Central de Denúncia pode ser fundamental para que qualquer integrante da empresa possa alertar a direção sobre o mau uso de informações de terceiros", continua o diretor.

Canais de compliance em alta

As funcionalidades de ouvidoria, compliance e canal de denúncias já vêm sendo exploradas por grandes clientes da Metasix, no setor público e privado, mas há uma demanda crescente desse tipo de oferta modular, que dispense o uso da solução CUBE completa.

Segundo levantamento da empresa, desde 2015 até agora, as consultas comerciais visando soluções de comunicação de abuso e desvio de conduta cresceram mais de 150% na Metasix. Na análise de Cleiton Jorge, isto reflete, em parte, um aumento em toda a sociedade da intolerância pela falta de ética, mas tem havido também um aumento de prejuízos causados às empresas por práticas condenáveis, como abuso de autoridade hierárquica, assédio moral ou sexual, desvio de mercadorias e desobediência a normas técnicas de qualidade.

Cleiton Jorge menciona dados do Ministério Público do Trabalho apontando um aumento anual de 65% em reclamações dessa natureza. Outra pesquisa do Datafolha mostrou que 42% das mulheres se queixam de assédio sexual, sendo que 25% delas apenas em empresas e nas escolas. "Um dado que chama a atenção é do Instituto de Bullying no Trabalho, mostrando que 68% dos líderes empresariais colocam este tipo de preocupação entre suas prioridades, sendo que 27% dos trabalhadores já sofreram algum tipo de abuso", conclui ele.



Links