Falando um pouco sobre controle, auditores ou fiscais e Riscos e Recompensas

Risco & Recompensa, 30/11/2016

A Lei que implantou a fiscalização para inibir pessoas que bebem e dirigem sem condições, assumindo o risco de matar, veio de forma profilática tentar inibir os diversos processos envolvidos como ELOS EM CADEIA que podem gerar muitos benefícios.

Para tanto é necessário existirem agentes de trânsito que são como fiscais ou auditores que devidamente equipados e amparados na lei (assim como auditores o fazem com controles internos das empresas), exerçam plenamente suas funções, evitando riscos, custos e trazendo controles e benefícios como elos positivos de uma corrente do bem.

O controle ou fiscalização nas ruas inibirá muitas pessoas que de forma irresponsável dirigem seus automóveis e causam acidentes por estarem fora do que a Lei exige. O controle ou o cumprimento da Lei, gera um elo em cadeia, que trará benefícios a todos.

Vejamos: Sem o risco do álcool, teremos menos acidentes que evitarão mortes prematuras e família destroçadas além de funcionários de empresas ausentes do serviço por internação, período de recuperação ou morte. Além disso essa “corrente” diminuirá chamadas ao resgate, bombeiros e internações com custos ao SUS (devido à internação, operações e recuperações). Seguindo os benefícios, eliminaremos os custos de seguros pessoais, de morte e seguros dos automóveis devido a consertos parciais ou totais, nos veículos ou danos ao patrimônio público.

Como vocês podem ver, a simples existência de mecanismos de controle e fiscalização pode evitar riscos e custos desnecessários na sociedade em geral. Dessa forma os benefícios ou recompensas pela fiscalização poderão retornar ao cidadão em forma de melhor atendimento do resgate e SUS (evitando superlotação em hospitais e leitos), que atenderá com mais eficiência a quem precisa. Poderão ser baixados os custos de seguros de todas as categorias, aumentando o número de pessoas que poderão fazê-lo, ampliando o leque de proteção. Os riscos que possam ser minimizados trarão benefícios de uma forma geral tanto as pessoas como as empresas e ao sistema como um todo. Não estou levando em consideração outros custos como gasolina, manutenção de veículos de resgate, medicamentos e médicos para atendimento e operações, assim como outros diversos dependendo da gravidade do acidente. Por isso, todo o processo deve ser sempre analisado como um todo, como ensina a física Quântica e a simples eliminação de pontos ou nós de controle ou fiscalização trarão inúmeras recompensas a sociedade em geral.

A negligência em cumprimento de leis ou controles internos (nas empresas) aumenta os riscos e custos desnecessariamente.

Lembrem-se sempre que, na vida pessoal ou profissional assim como demonstro neste exemplo, todo os processos têm elos em cadeia que existirão ou serão cortados conforme nossa atitude frente a vida. Então mãos à obra nos controles de forma geral.



Links