A hora da segmentação!

Risco & Recompensa, 05/09/2016

Cada vez mais as empresas buscam identificar os perfis de seus consumidores, levando em conta a necessidade de “acertar o alvo”, ou seja, de chegar às pessoas certas, no momento certo, no lugar correto. Essa realidade é sentida por todos numa época como a que vivemos, de concorrência cada vez mais acirrada e em que se torna prioritário evitar o desperdício de recursos.

Tendo em vista esse quadro, a segmentação ganha crescente importância, entre outros motivos porque ajuda a entender as características de cada fatia do público para o qual se destina um produto ou serviço. Ela deve ser utilizada também no importante trabalho de prospecção.

As empresas que levam em conta essa necessidade evitam um problema recorrente, que tira o sono dos gestores: suas ações e lançamentos de produtos e serviços muitas vezes não alcançam os objetivos, por mais que se tenha uma mensagem criativa e um canal impactante para fazê-la chegar ao público-alvo. É um problema que pode ser evitado se, além desses pontos importantes, suas ações levarem em conta o perfil do público a que se destina.

De olho nessa realidade, há soluções no mercado que identificam os perfis dos consumidores de acordo com seus hábitos de consumo, renda, localização e outras características, para que os empreendedores tenham alternativas que os ajudem na tomada de decisão correta, contribuindo para a definição do planejamento estratégico e dos investimentos.

Como vivemos tempos de redução de custos, a segmentação de público gera excelente custo-benefício para as empresas.

Com ferramentas como a segmentação, as empresas ganham condições de traçar estratégias e implantar ações que lhes possibilitem enfrentar com sucesso seus crescentes desafios. E podem ganhar espaço em um mercado cada vez mais competitivo, em que todas as vantagens em relação à concorrência contam pontos na batalha diária pela conquista do consumidor.



Links