Pequeno empresário: veja como obter crédito!

Risco & Recompensa, 06/06/2016

Crédito no Brasil para pequenas empresas é caro e difícil. Uma pesquisa do Sebrae indica que apenas uma minoria dos empreendedores sai do banco com um empréstimo.

Microempreendedores no Brasil têm dificuldade de comprovar renda no banco. 45% nem conseguem abrir conta de pessoa jurídica, 84% nunca buscaram empréstimo em nome da empresa e, entre os que buscaram, 50% tiveram o pedido negado. E aí tem que se virar como dá.

"As nossas pesquisas indicam que, primeiro, é o fornecedor que o ajuda no financiamento das suas contas. Segundo, ele vai no famoso pré-datado. Terceiro, ele usa cheque especial na pessoa fisica do empresário", diz Guilherme Afif Domingos, presidente do Sebrae.

Algumas dicas que podem facilitar a obtenção de um crédito:
1. Identificar a Necessidade de Crédito

Ter claro qual o valor do financiamento e qual será a finalidade do recurso pretendido (máquinas, equipamentos, compra matéria prima, aumento da estrutura física, etc.).

2. Buscar Informações e Escolher a Instituição Financeira

Busque informações sobre as linhas de financiamento que melhor se enquadram nas necessidades de crédito identificadas no 1º passo e quais instituições financeiras operam com tais linhas. Não esqueça: As condições (custos, prazos, limites, etc.) podem variar bastante de banco para banco.

3. Analisar os Fatores de Restrição

É fundamental estar com todos os fatores de restrição (situação legal, garantias, capital próprio, etc.) adequados às necessidades das instituições financeiras.

4. Elaborar o Plano de Negócios

Você terá que mostrar ao banco que este projeto é financeiramente viável. A melhor ferramenta para fazer isto é o Plano de Negócios. Não esqueça: Algumas instituições financeiras solicitam que o estudo da viabilidade do projeto seja realizado com uma ferramenta da própria instituição.

5. Efetuar o Pedido de Financiamento

Você deverá ir até a instituição financeira e apresentar ao gerente de Pessoa Jurídica a documentação necessária, as garantias solicitadas e o plano de negócios, mostrando a viabilidade do projeto. Após estes procedimentos a instituição financeira analisará o projeto e retornará confirmando a liberação ou restrição ao financiamento.

DICAS

  • Priorize financiar máquinas e equipamentos, preservando recursos próprios para capital de giro. Nas linhas de financiamento para investimentos fixos os limites são maiores, os custos são menores, os prazos de pagamento são maiores e as garantias são facilitadas.
  • Um bom histórico de relacionamento com a instituição financeira influencia positivamente. Procure entrar em contato com o banco onde você já é cliente e avalie as condições oferecidas. Claro, não deixe de pesquisar outras opções.
  • O banco quer correr o mínimo de risco possível. Por isso, é fundamental elaborar um estudo com a análise de mercado, produto, operação e finanças, mostrando a viabilidade do projeto e a sua capacidade de pagamento.


Links